segunda-feira, 3 de dezembro de 2012


Desmedida senhorinha
Boa noite! Seja bem vinda!
Foram essas as palavras que senhorinha ouviu ao chegar a festa já exaurida de certas companhias.
Quem é aquele ao lado no sobrado?
Perguntava a uma amiga.
Solange em rodeios e flores... O Sr. João querida.
Ah! Logo imaginei. Um homem tão belo que na certa não apareceu sem companhia.
Parece estar sozinha, dizia Solange a amiga.
E então vamos entrar?
Sim, vamos.
A festa parecia não caber se da multidão que ali havia. As duas meninas cheirando a água flores sorriam.
Preciso lhe fazer um pedido, disse Senhorinha.
A cada beijo na boca de um moço proclamaremos viva.
Mas Senhorinha pra que isso? Pois entre muitas moças das mais belas e distintas somos vistas como malditas?
Portanto a quem interessar iremos declarar o que já é coisa sabia

Artes de meninas.

Sandra Freitas
São Paulo, 03 de Dezembro de 2012.


Um comentário:

  1. Querida amiga Sandra !

    Cheguei ao seu Blog. por acaso. Mas gostei. Vejo que ainda está começando e lhe desejo sucesso. Parabéns pela iniciativa. Fiquei seu seguidor.
    Beijos de luz !!!

    POETA CIGANO - 05/12/2012

    http://carlosrimolo.blogspot.com

    ResponderExcluir