sábado, 13 de abril de 2013

Amor de minha alma




Queria poder descrever essa sensação estranha em meu organismo
Sensação que transmuta e implora os gemidos
Dura coisa essa  não estar perto e saber que esta ligado ao umbigo
Mente maldita, deixe-me em paz!
Estou surtando e aproveito o ensejo para cumprir obscuros desejos
Vendo-me no poço, virei o rosto, perdi o equilíbrio, sorri ao sarcasmo lírico.





Nenhum comentário:

Postar um comentário