sábado, 25 de maio de 2013

Deliberada mente

Fazia suas preces
A moçoila inquieta
Discorria da forma legitima
Sacra, se ouvia

Juro!
Em oculto uma vez vi
Chegava até a lagrimejar
A coitada a implorar

Mas a vida insistiu em lhe agraciar
Com trabalhos
Ah, pobre alma!
Convenhamos
Lidar com dogmas na estrutura familiar
É o espinho na garganta querendo se soltar



Sandra Frietha

São Paulo, 25 de Maio de 2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário