quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Desmistificando o sonho da Casa no Campo







Quem pensa demais não tem paz […]
De todo o sofrimento, trabalho que tive ano passado acreditando que iria pifar.
Sintomas causados por dores terríveis no lado esquerdo do peito, vulgo coração;
decidi me afastar de confusões.
Aproveitei que minha tv queimou, e, o comprar outra, consertar, deixei pra lá!
Do que amo larguei mão – ler jornais – só para me poupar da fadiga sobre as questões que minha incapacidade não pode solucionar. Deixar de lado, claro, é uma forma razoável de dizer que resolvi me preocupar menos. Quem pensa demais não tem paz.
Já pensei, repensei, dispensei e não vejo saída para esses acontecimentos no cenário vértice cogumelo politico nacional e mundial. Tá um deus nos acuda esse mundo.
Fingi não ver ou ser comigo… Tudo em vão.
O que pude fazer para evitar aborrecimentos e fobias, por causa do problema clinico não identificado, fiz, juro.
Porém, saindo de casa, o descaso, a desinformação, a brutalidade que sou obrigada a aturar pra chegar ao trabalho utilizando os transportes públicos, em mim esbarram . Zombam na minha cara.
Alguém precisa pagar essa conta.
Dai um olha pra cara do outro já tirando satisfação e gera aquele banzé (mas espera ai!) sendo que os verdadeiros culpados de tanta insatisfação estão em suas salas refrigeradas vendo tudo pela televisão.
Opressão sempre haverá, isso tá nos livros de história, na bíblia, no Alcorão, no Torá. Mas é um saco que cansa de tão pesado o fardo.
E o sonho da casa no campo Zé Rodrix/Elis/Tavito? ás vezes me pergunto: Indo, será que terei segurança?
Há duas fórmulas. Tudo ou nada. Dentro ou fora.
Dinheiro na mão de donos de incorporações, políticos, que já não sabem mais o que significa ostentação.
Andam feitos loucos nas somas de tantos montantes pra gastar onde e com o que se o mundo implodir e ficar oco (?). O mar precisa se abrir, porque tá osso!


(Texto de um tempo atrás – creio 2014)




-- Texto publicado no site Puta Letra: http://putaletra.com.br/2015/08/desmistificando-o-sonho-da-casa-no-campo/







Nenhum comentário:

Postar um comentário