sábado, 17 de novembro de 2012




Prometheus

Era um garoto nobre em se falando de status?
 mas de conduta um plebeu.
(desculpe-me a forma referida, mas...)
A tempos aguardava o tal presente e agora sem mais porquê, me diz que devo não te-lo!
Como? Se com a ânsia de uma criança esperei aflita a tal primicia?
Me negas um mimo,uma migalha, a prenda tão cobiçada.
O motivo:
Seu braço curto, impedia-o de alcançar o bolso, foi essa explicação que me deu.
Pensava eu que seria a gota d’agua, mas não! Ao se deparar com minha iniciativa, meu apogeu, quem sabe um  futuro brilhante...? Me faz saber das mesquinharias que tens escondido, me negando auxílio, a palavra de incentivo que tanto necessito.
Minha alma chorou...
A epifania me alcançou.
Finda um desabor.


Cocteau Twins Alice




Sandra Freitas
São Paulo, 15, de Novembro de 2012.




Nenhum comentário:

Postar um comentário