domingo, 6 de outubro de 2013

Divinas Gestoras - Excelência em Administração




EXTRA! EXTRA!
Saiu do globo, veja!


Ligo o aparelho
E do telejornal vejo noticias não escritas 
As tais mensagens subliminar
Ocultas num teleprompter
Que em berros, se pudesse, escarraria em minha cara 
Não acredite em tudo o que vão lhe contar!


Chego a questionar...
Porque tanta baixaria?
Descaramento?
Hipocrisia?
Essa dinheirama sendo desviada
Sabe lá Deus pra que lugar?


Num entendo o porquê de tanta mentira
Dessa boa gente bem vestida
Achando que florindo um mal estar
Irá estancar o desrespeito que rodeia até mesmo as mediações daquele lugar


Ah, isso tenho visto
Falo como dona de casa
A rainha de um lar
Mulher 
Que bota os filhos na escola
Verifica as notas
Do par de meia, procuro o outro pé
Faz a feira
Tira a mesa
Pega a fila no Banespa (hoje Santander)
Quara a roupa branca
Pra ficar de alvinha ainda mais branca
Faz a janta
E nas noites 
O sujeito que escolhi pra viver me sorri
Sedento em desejos ainda diz que me qué
Aja tempo pra sê muié!


E um dotô vem dizê que num é bem isso que eu estou entendendo
Que ele fez o que podia
Foram os outros que rejeitaram a demanda
Priorizando pautas e viagens em naves pagas
De tributos de parte das economias que eu juntei pra viajar com o Zé


Ganhar pra não trabalhar,
Quem não quer? 
Mas se temos a mesma função
Eu como dona de casa 
Você um politico que já é,
Organizar um estado...
Bora trabalhar!
Eu dou conta. 







Nenhum comentário:

Postar um comentário