quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Contras a Favor





Não, eu não me lembro!
Palavras grosseiras dissertadas em vácuo de plasmas?
Deixei num vaso sobre o tempo
Essa manhã passei em frente
Fiz menção que não estava ali
Ignorei,
Tua semente que de mim vazou ,
Ela germinará
Sei bem
Quanto a isso não me engano
Num corpo fosco da gordura impregnada  de quem fingiu-se ordeira
Seu liquido, espumante, turvo, tosco, meloso
A garganta seca deixará de replicar
Em casa
Ou quem sabe num outro canto de qualquer bar










Nenhum comentário:

Postar um comentário