quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

O inferno dela - Desculpas em Poesia




          
  


            Vendo a imagem 
            do instinto 
            protuberar
            Na calça, 
            próximo a perna
            Senti-me honrada 
            com tal afoitismo
            De certo, divino
            Tomada por um 
            santismo maldito
            Demasiado  
            fora de hora 
            e lugar
          Que impedia 
        minha vontade
            A da boca
           Prostar me
           e coroá-lo 




              ...












2 comentários:

  1. Comentários sobre esses versos postados no site Recanto das Letras



    21/11/2013 23:17 - Stein haeger
    Huumm!! Que delícia, menina!! Senti cá uma pertubação no meu órgão que exibe minha potência máscula, sob o aceno de tão almejada coroação!

    ...

    21/11/2013 23:43 - Miguel Jacó
    Boa noite Sandra, seus versos nos fazem entender o drama que passou a sua personagem diante da vontade que sentiu de abocanhar, um falo farturento que se exibia por debaixo de uma calça bem aos seus arredores,em louvor a sua gostosura. parabéns pelo seu excitante enredo sensual, um grande abraço, MJ.

    ...

    22/11/2013 15:17 - Paco Neruda
    Muito bom...

    ...

    30/11/2013 08:35 - Vee
    estou te esperando rsrs

    ...

    01/12/2013 20:08 - Helládio Holanda
    Delícia de texto, confesso que não tem como não ficar excitado, abraço e se liberte e,m meus eroticos. Abcs

    ...

    02/12/2013 11:25 - JCR
    Alem da sedução


    http://www.recantodasletras.com.br/poesiaseroticas/4581060

    ResponderExcluir

  2. 09/12/2013 17:31 - Ray Scott
    Delicia de poesia...sensualidade à flor da pele, insinuação da vontade contida, descrita deliciosamente, amei seu trabalho. Abraço

    ResponderExcluir