domingo, 5 de outubro de 2014

A Primeira vez em que Não Votei





que adianta o acesso e a ampliação de vagas nas universidades se não há mudanças e qualidade no ensino?
Me diga! O que adianta 5, 6% de aumento (anual) no salário se na privada federal os caros colegas aprovam para si privilégios e rendas exorbitantes?
Os banqueiros ferram a vidas de muitos, justificando risco prejuízo.
Empresas veem fazendo a cada dia o que querem
De fato, crescendo esta o números de novas vagas de emprego, mas já prestaram atenção em qual setor? Encontraram uma brecha, a predileta dos escravocratas, "a terceirização"
E, a saúde... Tenho entrado em mutação não pelo fato de uma má alimentação, mas com o respaldo de um ministério, médicos indicam uma possível "virose" ou vem com a justificativa assassina de depressão, a doença do século. Tratamento que é bom, necas!
A cultura, permanece luxo. Por medo, tenho me tornado uma má educada. Pois, segurança, não há.
O transporte e sua super lotação... O que adianta se não há redução nos impostos para volta e instalação de novas empresas em outras regiões, já que as pessoas, ou melhor, a maioria, continuam seguindo o mesmo fluxo?
Não há direito. Não há respeito.
Não importa que você tenha regalias ou uma fortuna, mas do mínimo a maioria tem sido cada vez mais reclusa.
Portanto, assim como o que esta entre minhas pernas,
meu voto, dou pra quem eu quiser!
Nesta manhã, meus passos, seu soar, lembrarão pesadas pisadas de um coturno. Civicamente marcharei para realizar o ato que muitos denominariam inglório.
Já que se esguelam em dizer que vivo em um país livre e democrata, exercerei o meu direito. Hoje, meu voto é nulo. O tempo se esgota. Tic, tac. tic, tac. Boom!Já que se esguelam em dizer que vivo em um país livre e democrata, exercerei o meu direito. Hoje, meu voto é nulo. O tempo se esgota. Tic, tac. tic, tac. Boom!













2 comentários:

  1. Comentário postado no site Recanto das Letras

    05/10/2014 22:55 - MVA
    Eu votei com muito prazer contra tudo isso. Pelo menos tentei. O que acontece é por muita intervenção do gover em nossas vidas. Tira a liberdade de pensar de agir. Pensam que são papais e mamães, que sabem tudo, que não sabemos andar por conta própria, que precisamos de esmolas pois somos incapazes de lutar por nós mesmos. Quando tivermos liberdade plena aí sim teremos nossa vida de volta. Precisamos de empregos para gerar riqueza para todos que queiram trabalhar, lutar pra valer, ganhar e comer com méritos próprio; morar em casa legitimamente adquirida pelo meérito próprio, pelo trabalho. Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Comentário postado no site Recanto das Letras

    05/10/2014 22:55 - MVA
    Eu votei com muito prazer contra tudo isso. Pelo menos tentei. O que acontece é por muita intervenção do gover em nossas vidas. Tira a liberdade de pensar de agir. Pensam que são papais e mamães, que sabem tudo, que não sabemos andar por conta própria, que precisamos de esmolas pois somos incapazes de lutar por nós mesmos. Quando tivermos liberdade plena aí sim teremos nossa vida de volta. Precisamos de empregos para gerar riqueza para todos que queiram trabalhar, lutar pra valer, ganhar e comer com méritos próprio; morar em casa legitimamente adquirida pelo meérito próprio, pelo trabalho. Abraços!

    ResponderExcluir