quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Coragem







A visita, por deus! Fora inesperada.
O que ele faz aqui? ela logo pensa.
Sorrindo, em disparate, como ao gorfo, impulsionado, lança fora todos seus segredos.
Dono de uma fala rápida, palavras eram trocadas. Não haviam virgulas, muito menos folego para tal empreitada. Surpresa, ela fingia não compreender o que se passava enquanto o observava.
De braços cruzados, carregava na face, uma expressão dúbia, muito mais pra sacana. Se sentia honrada com o tal cortejo do rapaz, um menino sem jeito. Do moço, um homem. Cara bacana, mas sem sossego.













Nenhum comentário:

Postar um comentário