sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Até ali, Ocultos









A decência berrava pelas valas entre os corredores do cortiço
Fui a última a discernir
Das sobras que me eram hóstias
Puro tédio
Sepulcro em céu turvo
Fonte de luto
Obscura existência
Sobre a  decadência do mundo
Se arrastava em cicatriz









Nenhum comentário:

Postar um comentário