segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Menino Homem








Em dias quentes, onde a sensação térmica é de escaldar, dez minutos parece uma eternidade. Esse é o tempo da estação de trem a minha casa, de ônibus, claro. Passei a catraca, haviam dois acentos vagos, optei a companhia de um garoto, que aparentava seus seis ou sete anos. Ele estava próximo ao corredor. perguntei se podia sentar e pedi licença. Parecia que eu não falava com ele, fez que sim com a cabeça. Um calor terrível e aquele menino quase pegando no sono. Observava os transeuntes na calçada quando sou longe um murmurar, olhei para o lado, era ele falando comigo. Me disse que tinha um carrinho, e que se desse corda se transformava num barco. Bacana isso! respondi. Por um tempo, silêncio e na sequência ele me diz que tem uma piscina, e é lá que ele brinca, mas vai passar as férias na praia. Sorri pra ele e olhei pra fora. Estava cansada e queria chegar logo em casa... "sei cantar a música toda do Frozen" Era ele novamente puxando assunto, virei e fiz a pergunta mais tosca: "você gosta?" Responde que sim, "assisto sempre! Duas vezes". Também sou assim quando gosto de algo, respondi. Ele sem gaguejar e imponente já foi dizendo: tem em português, mas eu sei, canto em inglês! Meu ponto chega. Me despeço com a sensação de que aquele garoto me paquerava (risos).












Nenhum comentário:

Postar um comentário