segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Lolita 4ever








Foi aos quinze anos. Parara o coração. Não! Não! Seu batimento, embora disritmico seguia o pulsar obtuso costumeiro. Estagnara a contagem impulsiva, que ano a ano se repete sacana: "estou te vendo envelhecer!" Beirando os vinte anos, nada mais petulante, retruquei, dando um impulso a mesa, avisei: "quem manda aqui sou eu! E foi naquele trecho, no caminho que se contabiliza o tempo, que parei, via de mão única, acredito.


















Nenhum comentário:

Postar um comentário