quarta-feira, 28 de novembro de 2012






De uma brincadeira onde só eu sabia, fiz amigos soltar o palavriar e rimar.

Trânsito em palavras
(congestionamento sabe?)

Não foi apego  -  Sandra Freitas
Foi medo – Punky Alem’da Lenda
Medo do que conheci, do que podia ou não fazer feliz  - Sergioandre Vital
Medo do riso, medo do risco. Da vida por um triz.
Medo de deixar a segurança que é contida na melancolia – Jackson Guitarhero
Melancolia que no final vira uma surreal melodia – Cicero J. Silva
E que faz da música  minha companhia todos os dias – Ka Uziel
Por isso fugi, para noite fria,
Pois na verdade fingia que sorria.
O coração estava partido
e junto com meu coração
perdi você e meus sentidos. Robson Gomes
“O pensamento lá em você, e sem você não vivo...” Douglas Passos
Vivo na noite fria, vazia.
Carros a postos,
um bar, outro gole.
Frisson, não foi apego, medo! Sandra Freitas


São Paulo, 27 de Novembro de 2012.


Nenhum comentário:

Postar um comentário