terça-feira, 11 de dezembro de 2012



Retardo Bastardo do acaso

Cabras cegas dispersam moléculas.
Do orifício sem jeito, som e cheiro.
Barbáries apreendidas,
só mais um na lista.
Correr a noite inteira,
canseira.
Valer-se de grandeza, 
sinal de apatia.

Um diz que quero,
 outro desprezo!
Vírus dissonantes recomeçam a rixa.
Simbósios alóginos, 
uma fria!
Prazer pra vinda inteira...
Picolé e uma boa companhia.

Sandra Frietha
São Paulo, 11 de Dezembro de 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário