quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Volta mundo em volta, rock be blues bop



Benditos donos do nada
Achando-se senhores de tudo
Refugiou um povo, tido livre aos subterrâneos oriundos
Onde em porões fazia-se soar notas proibidas surgindo a excitante melodia do lamento. Elevação  e contentamentos.
O ritmo envolveu não só a mulata,  mas a sinhá que curiosa espiava o que vinha de lá
Hoje, os mesmos benditos,  engolem o trago amargo  de uma guitarra nos pubs e bares
Repletos de faces se debatendo ao som estridente, ardente de “Satisfaction”  

Sonegam o crime na certa e  consagram a marca registrada do abre alas de uma geração  em riffs que ele dedilhou... Muddy Waters




2 comentários: