quinta-feira, 17 de abril de 2014

Me




Meu pai que já não pertence mais a essa vida, numa manhã, se virou pra mim e disse que havia sonhado comigo. Era um sonho estranho, ele me via na frente de várias pessoas, tipo professora? perguntei. Ele pensou um pouco e disse que sim, tipo uma professora. Tímida e quieta  como sou, achei graça na hora. A cada apresentação que faço, a diversão, é o que guardo, mas também não nego, um esforço tremendo. Mesmo sem saber fazer, eu vou. Mesmo com medo, eu vou.





Primavera dos Livros - 12/04/2014








Nenhum comentário:

Postar um comentário